Guia completo - Desenvolvedor de Software

Guia completo sobre o Desenvolvedor de Software

por | 18 out, 2022 | Carreira, Tecnologia

Preparamos um guia completo sobre a carreira de desenvolvedor de software. Você entenderá o que esse profissional faz, quais conhecimentos técnicos ele precisa ter, quanto ganha etc. Além, claro, de dicas para se tornar um.

 

O que faz um desenvolvedor de software?

 

O desenvolvedor de software é responsável pela criação, manutenção e aprimoramento dos mais diversos tipos de software — todos os programas feitos para rodar em computadores, celulares e outros dispositivos capazes de executá-los.
 
E como ele faz isso?
 
Desenvolvendo códigos de programação, oras!

Sabe aquele site que você tanto visita? O app no qual passa horas? Há um dev de software por trás deles, pode apostar.

Por isso, sem dúvida alguma, trata-se de um profissional essencial para qualquer empresa com o mínimo de envolvimento com tecnologia, e, por consequência, uma das profissões mais promissoras.

Ou você acha que as empresas que optarem por ficar longe das tecnologias sobreviverão num futuro breve?

Sem chance!

Presença no mundo virtual e cultura digital se tornaram pontos vitais à maioria dos negócios. Sendo assim, ter desenvolvedores de softwares na empresa — ou  à disposição dela, mesmo que apenas para um projeto pontual, como ocorre no modelo outsourcing de contratação — também passou a ser fundamental.

Em empresas de médio e grande porte, por exemplo, é normal que existam vários devs de software na squad. Às vezes mais de 10!

Além da criarem e melhorarem sistemas, eles também fazem testes constantes para evitar falhas e corrigir eventuais problemas.

Vale dizer que o campo de atuação desse tipo de profissional é extremamente amplo, indo muito além de empresas atuantes no ramo tecnológico. Assistências técnicas, consultorias, ONGS, empresas do setor público, startups… Todo mundo precisa deles!

 

Frentes de trabalho de um desenvolvedor de software

 

Um desenvolvedor de softwares pode desenvolver seu ofício em 3 frentes, grosso modo.
 

Dev font-end

Sabe a parte dos sites e apps que você vê? A parte com a qual você interage? Pois é ela que eles desenvolvem. Simples assim.
 

Dev back-end

Como já deve estar supondo, o dev back-end é o responsável pela criação e manutenção da parte de sites e apps que você não vê, como armazenamento de dados, segurança e outras funções do servidor.
 

Dev full-stack

Os profissionais que atuam neste tipo de frente têm skills em front e back. Portanto, costumam receber melhores salários. Em vez de contratar duas pessoas para um projeto, a empresa pode optar por um full-stack.

 

Quanto ganha um desenvolvedor de software?

 

De acordo com o site Glassdoor, em setembro de 2020, a média salarial de um desenvolvedor de software era de R$ 5.000,00 por mês. Hoje ainda se mantém muito parecida.

Dependendo da empresa e do projeto, porém, é comum que esse salário atinja R$ 10.000,00 mensais.

Já nos EUA, segundo o site Indeed, o salário médio de um dev de software fica em torno de USD 125.760,00 por ano, o que equivale a USD 8.904,00 por mês.

Empresas como Apple e Visa, por exemplo, pagam salários acima da média, USD 11.751,00 e USD 10.901,00 respectivamente.

E caso pense em ir para os EUA para trabalhar como dev de software, Nova Iorque, São Francisco, Chicago, San Diego e Austin são as cidades com os melhores salários para a profissão,

 

Como se tornar um desenvolvedor de software?

 

Antes de qualquer coisa, não dá para pensar em se tornar um desenvolvedor de softwares sem gostar de ciências exatas, computação e informática.

Se não gosta dessas áreas, então não é para você. Ponto. Nem perca seu tempo.

Caso goste, porém, escolher um curso de bacharelado adequado é um excelente primeiro passo.

Há, também, a opção de cursos tecnólogos, que costumam durar entre 2 e 3 anos.

Abaixo alguns cursos que podem lhe ajudar a começar sua jornada na área.
 

Engenharia de Software

Engenharia da Computação

Gestão da Tecnologia da Informação

Rede de Computadores

Segurança da Informação

Sistemas de Informação

Análise e Desenvolvimento de Sistemas

Ciência da Computação

 

E quais as linguagens mais requisitadas na área?

 

Assim como em outras áreas da tecnologia, é fundamental que o desenvolvedor de software tenha conhecimento de certas linguagens de programação.

E as mais procuradas por empresas que precisam desse tipo de profissional são:
 

JavaScript

Java

Python

C#

ASP.NET

Linux

DevOps

 
Mas se engana quem pensa que desenvolvedores de softwares precisam apenas de hard skills para alcançarem o sucesso. Nada disso!

Afinal, além de viverem diante de máquinas e tecnologias, precisam também lidar com equipes multidisciplinares, o que exige que saibam trabalhar em grupo e possuam, entre outras coisas, boa capacidade de comunicação, adaptabilidade e inteligência emocional.

Embora a parte técnica nunca possa ser deixada de lado, e precise ser mantida em constante atualização, buscar maneiras de desenvolver soft skills é essencial, especialmente àqueles que almejam cargos de gestão nas quais elas podem ser ainda mais decisivas na hora de um processo seletivo.

 

Como criar um portfólio online?

 

Mesmo que ainda não tenha criado um software ou atuado na área, uma das formas de provar aos empregadores que possui habilidades técnicas necessárias é criando um portfólio online.

A melhor plataforma para isso é o GitHub. Nela você coloca as suas criações e projetos e pode compartilhar com outros desenvolvedores do mundo todo.

Então, mesmo que não possua cliente algum, que ainda esteja nos primeiros degraus de sua carreira, vale a pena criar um site, blog, app ou qualquer outra solução tecnológica que possa servir como exemplificação do seu potencial.

Com isso feito, você então pode oferecer seus serviços como freelancer, negociando diretamente com clientes ou inserir seu currículo no banco de talentos de empresas como a Mazzarech, com 15 anos de experiência no recrutamento de profissionais de TI, ou seja, realmente capaz de encontrar a vaga mais adequada às suas aptidões e momentos de carreira.

Uma empresa que, além de entender suas habilidades técnicas, compreenderá seu perfil comportamental e buscará empresas que, de fato, deem match com você.

Além da assertividade no direcionamento do candidato, outra vantagem de optar por uma consultoria como a Mazza é que eles não abandonam o profissional após inseri-lo no mercado. Pelo contrário: o desenvolvedor de software segue sendo acompanhado dia a dia, recebendo dicas e aconselhamentos para definição de um plano de carreira sólido e customizado aos valores e desejos dele.

Por isso, se você já deu os primeiros passos e se sente apto a entrar no mercado, não perca tempo e cadastre seu currículo no banco de talentos da Mazza!

E caso ainda não se sinta seguro e preparado, siga estudando, lendo nossos artigos, desenvolvendo suas skills e fortalecendo seu portfólio com projetos com os quais as empresas vão se identificar. Projetos que conseguirão transmitir todo o seu potencial.

Boa sorte!

Compartilhe

Escrito por: Ricardo Coiro

Depois de anos como diretor de mídia, auxiliando clientes a aparecerem nos melhores canais de comunicação, resolvi me dedicar integralmente à produção de conteúdo, às palavras pelas quais sou apaixonado desde meu primeiro caderninho.

Escrito por: Ricardo Coiro

Depois de anos como diretor de mídia, auxiliando clientes a aparecerem nos melhores canais de comunicação, resolvi me dedicar integralmente à produção de conteúdo, às palavras pelas quais sou apaixonado desde meu primeiro caderninho.

Artigos relacionados