5 mulheres que se destacaram e mudaram o rumo do mundo da TI

É preciso reconhecer e divulgar esses nomes fortes que fizeram história!

Por: Bruna Marinho, Analista de Marketing
Escrito em: 08/03/2022

Carrinhos e foguetes x casinhas e bonecas. É através das brincadeiras estimuladas e exercidas na infância que observamos a construção sociocultural sendo estimulada a marcar e manter separados os estereótipos de gênero.

Até mesmo nos dias de hoje meninos são estimulados a imaginar e fantasiar com mais liberdade quando brincam. As meninas são valorizadas e incentivadas a realizarem as ações de zelo com o lar e com os outros ao seu redor.

Não à toa, vemos muito mais homens atuando em áreas matemáticas e de estatísticas do que mulheres, que optam com maior frequência por profissões de ensino e cuidados. E quando falamos em tecnologia, podemos observar as diferenças de gênero destacadas de maneira extremamente desigual, tendo em vista que o universo dos softwares, códigos, programação e computadores ainda é dominado por homens.

De acordo com um estudo apresentado no evento Women in Tech, 74% das meninas gostam de ciência, tecnologia, engenharia e matemática. Mas apenas 0,4% seguem para a área de ciências da computação – a maioria perde o interesse devido a obstáculos como preconceito e desigualdade salarial ou ainda falta de incentivo.

Mas essa história, aos poucos, vem mudando e as mulheres têm ocupado cada vez mais espaços nas áreas da tecnologia, apresentando alto desempenho, boas criações e gestões importantes e transformadoras no que diz respeito ao avanço e a evolução no mundo da TI.

Ainda temos muito o que conquistar em termos de equidade, mas podemos, e devemos celebrar as histórias de tantas mulheres que abriram caminhos em trilhas inóspitas e pouco convidativas para que outras pudessem caminhar. Mulheres que contribuíram com o futuro da tecnologia e que desenharam muitas práticas essenciais para que a nossa sociedade funcione tal como está organizada atualmente.

Neste Dia Internacional da mulher, conheça algumas história inspiradoras:

 

Annie Easley (1933 – 2011)

 

Uma das primeiras afroamericanas a trabalhar na NASA. Matemática e cientista da computação de foguetes, desenvolveu o código que levou à criação das baterias de carros híbridos.

 

Mary Wilkes (1937)

 

Contribuiu para o desenvolvimento LNC do TX-2, projetando e escrevendo o manual para o projeto final do produto. Ajudou a desenvolver o primeiro computador pessoal e foi a primeira pessoa a ter um PC em sua casa.

 

Adele Goldberg (1945)

 

Única mulher entre o grupo de homens que construiu o Smalltak-80, programação onde as janelas se sobrepõe nas telas de exibição.

Apresentou o sistema a Steve Jobs, que implementou suas ideias nos produtos, como no desktop da Apple, que sem Adele não teria a aparência atual.

 

Mary Keller (1913 – 1985)

 

Freira, educadora e cientista da computação, desenvolveu a linguagem de programação de computador BASIC. Defensora das mulheres na ciência da computação, apoiou as mães trabalhadoras, incentivando-as a levarem seus bebês para as aulas.

 

Radia Perlman (1951)

 

Desenvolveu uma linguagem de educação para crianças chamada TORTIS e inventou o algoritmo de árvore geradora e o protocolo de árvore giratória para lidar com grandes nuvens. Conhecida como a “mãe da internet” e por criar o STP, fundamental para o funcionamento das pontes de rede.

 

Incentive sonhos!

Inspiradoras essas histórias, não acha? Então, vamos incentivar mais meninas e mulheres a sonhar e a realizar suas ideias, independentemente da área de atuação desejada!