Com bom uso de tecnologia, setor de varejo tende a crescer ainda mais!

Marcas que adotam uma postura mais moderna e tecnológica saem sempre na frente

Por: Leonardo Raposo, Co-Founder and Head of US Operations
Escrito em: 18/11/2020

O comportamento do consumidor tem mudado rapidamente de uns anos para cá. Com a concorrência e as opções aumentando no mercado, os clientes também estão cada vez mais exigentes na hora de escolher um produto em uma loja, buscando por diferenciais que o atraiam antes de efetuar a compra, seja ela online ou presencial.

A  tecnologia tem sido essencial para essa escolha: marcas que adotam uma postura mais moderna têm saído na frente na visão do consumidor, mas ainda há espaço para crescimento.

Um estudo do Worldwide Retail 2018 Predictions apontou que diversas novas ferramentas de tecnologia devem ser adotadas pelo setor de varejo nos próximos anos para permitir ainda mais experiências integradas e personalizadas para o consumidor e mais conectividade. Confira algumas delas:

  • Cloud computing: o investimento em ferramentas de cloud computing – ou computação em nuvem – melhora a velocidade de navegação das plataformas de tecnologia, traz mais segurança aos dados, além de mobilidade de acesso e otimização dos gastos;

  • ERP: os ERPs são sistemas de gestão integrados onde ficam acumulados os dados dos clientes e todas as movimentações que foram feitas, facilitando o controle de operações e ajudando a empresa a melhorar os processos internos. Com essa tecnologia é possível integrar vários setores da loja em um mesmo sistema, por exemplo, aumentando a produtividade e permitindo a redução de gastos;
  • Aplicativos: o uso de aplicativos está cada vez mais em alta porque permite ao consumidor fazer diversas operações, como pesquisa de produtos, compras e pedidos de entrega pelo celular. Muitas lojas já utilizam essa ferramenta, por exemplo, para oferecer cupons e descontos exclusivos, fidelizando o cliente. Mas vale reforçar que o desenvolvimento de aplicativos precisa ser planejado, e as atualizações e melhorias no sistema devem ser feitas constantemente;
  • Realidade aumentada: por meio da tecnologia de realidade aumentada, o cliente pode, por exemplo, provar roupas e acessórios por meio de um espelho interativo, sem precisar de fato vestir a roupa. O equipamento possui um hardware com uma tela e uma câmera que captura a imagem da pessoa, sobrepondo as peças e demonstrando como elas ficariam no corpo do cliente;
  • Vitrine virtual e totem digital: são ferramentas que permitem ao consumidor ter acesso a conteúdos de interesse dentro de uma loja, como informações sobre os produtos, dados sobre a marca e demonstrações das peças. Essas tecnologias ajudam a capturar a atenção dos clientes dentro do comércio;
  • Robôs em estoque: a automatização dos estoques de uma loja com robôs inteligentes pode melhorar a eficiência da cadeia logística da empresa e garantir melhores resultados, com menos erros;
  • Chatbots: com a crescente demanda no varejo virtual e as vendas pela internet, uma das ferramentas mais importantes de atendimento ao cliente são os chats online. Com uso de inteligência artificial, como machine learning, os sistemas conseguem compreender melhor a linguagem dos clientes e fazer o atendimento inicial como se fossem pessoas;
  • Big data: o objetivo de toda marca que abre um canal online é fazer com que a experiência virtual seja tão boa quanto a real. Mas isso só acontece se a empresa conhecer bem o seu cliente. A coleta e análise de dados possibilita esse conhecimento, facilita a tomada de decisões para desenvolvimento de novos produtos e formas de comunicação.

 

 

Quer saber mais? Conheça as soluções da Mazzatech para o varejo